sexta-feira, 25 de novembro de 2016

A MINHA SOLIDÃO.

Foto de Júlia Tigeleiro




"Cortaram os trigos. Agora
a minha solidão vê-se melhor."


Sophia de Mello Breyner Andresen



quarta-feira, 23 de novembro de 2016

A TARDE ESGOTAVA-SE...

Foto Júlia Tigeleiro


A tarde esgotava-se em Rodas,
abril, como todas as promessas cumpridas, perdia interesse
e eu vi correr as tuas lágrima até ao mar.
Sem perceber nada
nem a tua melancolia nem a migração das aves
nem o assobio dos barcos nem o rosto envelhecido dos
capitães,
fechei os olhos.
Ao voltar a abri-los, não sei se eu era diferente
ou se o porto tinha mudado
mas os barcos ancorados embelezavam com a noite.
Tu que olhas para as colinas
não viste as minhas lágrimas a acender as primeiras lâmpadas.


Lauren Mendinueta


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Ninguém é de ninguém...

Foto  Júlia Tigeleiro



"Passou depressa
o nosso tempo sem palavras, quando só
o tato contava

E sabíamos ainda
como o amor pode ser grande
quando ninguém é de 
ninguém."

Hans-ulrich Treichel


... e nas mãos de um mundo insano, entregamos o nosso destino...






quinta-feira, 17 de novembro de 2016

ABRE A JANELA...

Foto Júlia Tigeleiro


"Abre a janela
respira o ar
antes que seja tarde
ou o dia passe
ao largo
dos sentidos..."


Manuel A. Domingos