segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

vivia com humildade...

Foto Júlia Tigeleiro



Havia meses que não escrevia
nem um único poema.
Vivia com humildade, lendo os jornais,
pensando no enigma do poder
e nas causas da obediência.
Olhava para os pores-do-sol
(escarlates, cheios de inquietação),
escutava o emudecimento das vozes dos pássaros
e o silêncio da noite.
Via os girassois a pendurarem
as cabeças ao lusco-fusco, como se um carrasco distraído
passeasse por entre os jardins.
No parapeito recolhia-se
a doce poeira de setembro enquanto os lagartos
se escondiam nas curvaturas dos muros.
Dava longos passeios,
sedento duma coisa só:
dum relâmpago,
duma mudança
em ti.
Adam Zagajewski



5 comentários:

  1. Sempre lindas fotografias íntimas! Um beijo Julia!

    ResponderEliminar
  2. Às vezes me pego a querer esses silêncios de não escrever, rs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O silêncio é de ouro...:). Um beijinho e obrigada.

      Eliminar
  3. Adorei estas linhas cruzadas... como que diversos percursos de vida... em que cada um chega... e vai apostando...
    Uma belíssima imagem, também com uma soberba moldura em palavras...
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  4. Também gostei bastante da oportunidade de fotografar estas ternurinhas. Abraço.

    ResponderEliminar