segunda-feira, 27 de março de 2017

...tão longe...



(...)
e esta chuva
que ameça dissolver toda a terra
e tornar tudo mar, o meu pesadelo.
e de repente todas as distâncias
se tornam infinitas,
(...)

amália bautista



1 comentário:

  1. Belo vídeo e música e belíssimo poema. A chuva é nostálgica como saudade. A música postada se harmoniza como poema. Parabéns! Cordialmente. Laerte.

    ResponderEliminar