terça-feira, 19 de janeiro de 2016

É sempre tudo tão igual...

Foto da minha autoria- Um olhar sobre o tempo







Às vezes parece-nos tudo sempre tão igual, tão maçador e rotineiro, que acabamos por arrastar os pés pela vida, exatamente como fará uma criança cansada que pede colo à sua mãe. É verdade que o tempo não pára, e que até somos nós que nele paramos, ou ao contrário, corremos para o conseguir acompanhar. Não obstante, nada é igual, e estamos sempre a partir e a chegar de, ou a qualquer lugar/situação. Cada dia que vivemos é diferente do anterior, porque o anterior é passado e o novo é presente. Independentemente daquilo que a vida nos der, o segredo para a amar é a gratidão.  

                    @@@@@                           @@@@@


E tudo era possível

Na minha juventude antes de ter saído
da casa dos meus pais disposto a viajar
eu conhecia já o rebentar do mar
das páginas dos livros que já tinha lido


Chegava o mês de maio era tudo florido
o rolo das manhãs punha-se a circular
e era só ouvir o sonhador falar
da vida como se ela houvesse acontecido

E tudo se passava numa outra vida
e havia para as coisas sempre uma saída
Quando foi isso? Eu próprio não o sei dizer

Só sei que tinha o poder duma criança
entre as coisas e mim havia vizinhança
e tudo era possível era só querer

Ruy Belo








Sem comentários:

Enviar um comentário